Startups vão prestar serviço para o Governo de SP


O Governo de São Paulo assina nesta quarta-feira, 04, convênio com as startups GetNinjas, iaiNet, Hand Talk, Nama, Saúde Controle e Meded, vencedoras do programa Pitch Gov SP. As empresas vão prestar serviços para AcessaSP, Poupatempo e Fundo Social de Solidariedade. Outras seis estão em processo avançado de formalização e em breve assinarão parceria com o Governo do Estado.

O convênio com a plataforma GetNinjas permitirá que os alunos dos cursos do Programa Escola de Qualificação Profissional, do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo – FUSSESP, divulguem seus serviços na plataforma virtual de oportunidades da empresa. Após se formar, o aluno terá gratuitamente acesso à ferramenta por 6 meses. Ao final desse prazo, a empresa entregará ao FUSSESP um relatório final com as informações das oportunidades que cada usuário recebeu ao longo do período teste.

A Hand Talk vai implantar ferramenta para tradução automática de conteúdo para a Língua Brasileira de Sinais (Libras). A solução promove a acessibilidade de pessoas com deficiência auditiva. A parceria com a empresa Hand Talk se dará em duas frentes, no site da Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD), por 90 dias, e em postos de atendimento do Poupatempo.

A Nama fornecerá uma plataforma que interage virtualmente com os usuários, uma espécie de bot, para que o governo e o cidadão se comuniquem de forma automática, mas personalizada. Um atendente virtual realizará a comunicação com o Poupatempo, fornecendo informações sobre os serviços prestados pelos postos de atendimento e realizando agendamentos via chat no portal do Poupatempo e pelo Facebook, também por 90 dias.

Já a iaiNet, vai implantar sua ferramenta de gestão de WiFi em quatro postos do AcessaSP, que permitirá o cadastro ao acesso sem fio com os dispositivos pessoais dos visitantes, utilizando login e senha já usados em redes sociais. Além disso, condicionado à assinatura do termo de uso pelo usuário, a ferramenta identifica o perfil do cidadão que acessou a internet sem fio, por meio de informações originárias do cadastro, como idade, gênero e escolaridade.

O Saúde Controle vai colocar para funcionar uma plataforma que organiza as informações médicas dos pacientes no Hospital do Servidor Público do Estado de São Paulo (Iamspe). No caso, será usada com um grupo específico de pacientes com doenças crônicas, por seis meses. Em uma segunda etapa, a ferramenta será usada por toda rede da Secretaria do Estado da Saúde. Além de armazenar digitalmente o histórico do paciente, o serviço envia notificações sobre agendamento de consultas e remédios.

A Memed é uma plataforma para prescrição eletrônica de medicamentos, gratuita e exclusiva para médicos, com informações organizadas e atualizadas de todos os medicamentos disponíveis para consulta e prescrição no mercado brasileiro. Com a ferramenta, basta ao médico digitar o nome do medicamento que deseja prescrever e imprimir a receita diretamente da tela do computador para as mãos de seus pacientes. Dessa forma, garante-se uma receita legível e que o médico tenha acesso aos medicamentos mais atuais. O primeiro hospital a receber a tecnologia será também o Iamspe. Mais tarde, será implantado também no Hospital Pérola Byington. (Com assessoria de imprensa)

Anterior 93% dos brasileiros desistem de um app em apenas 14 dias
Próximos Youtube estaria preparando serviço de TV paga