SpaceX coloca 60 satélites em órbita de uma só vez


À esquerda da imagem, o veículo de lançamento. À direta, os 60 satélites, que se desprenderam em bloco antes de ligar suas propulsões individuais para tomar o posicionamento correto sobre a Terra

A SpaceX colocou 60 satélites em órbita com sucesso, noite de ontem, 23. O lançamento aconteceu a partir da base da companhia, no Cabo Canaveral, na Florida (EUA), às 10:30 da noite (hora local). A iniciativa é parte do programa Starlink, de construção de uma rede satélites de órbita baixa (LEO) ao redor do globo, destinada ao provimento de banda larga nos rincões do planeta.

O lançamento usou o mesmo foguete Falcon 9 que colocou o satélite Telstar 18 Vantage no espaço em setembro de 2018 e equipamentos da Iridium em janeiro. O veículo retornou à plataforma localizada no Oceano Atlântico após deixar os satélites numa altitude de 440 Km. De lá, os satélites rumaram para órbitas a 550 km de altitude.

Os satélites são menores que equipamentos geoestacionários, carregam consigo antenas HTS e apenas um painel solar. São capazes de se posicionar automaticamente e antever colisões com dejetos espaciais, desviando deles e retornando à posição original. A expectativa da SpaceX é lançar mais de mil deles, em prazo não informado. Neste ano, serão 720 satélites, colocados no espaço em seis lançamentos.

A iniciativa vai concorrer com o plano da canadense Telesat, que também pretende cobrir o mundo com centenas de satélites de baixa órbita, e com a rede OneWeb, que terá 650 artefatos.

Anterior Decisão sobre faixas de 2,3 GHz e 3,5 GHz é etapa para leilão 5G
Próximos Oposição monta estratégia para evitar privatização dos Correios