Sonae e Isabel dos Santos querem participar de solução para a PT


De acordo com a imprensa portuguesa, apareceu mais um grupo interessado na compra da Portugal Telecom. Quem entra na disputa, ao lado da Altice, que ofereceu 7 bilhões de euros pela operadora recentemente, e do Apx Partners LLP, um fundo inglês de equity, é o maior grupo português de varejo, o Sonae, de Paulo Azevedo, e a empresária angolana Isabel dos Santos. Sonae e Santos são sócios na Zopt, que controla 51% da NOS, empresa de telecom e entretenimento em Portugal.

Em comunicado enviado aos jornais, os acionistas informam o interesse: “A ZOPT, SGPS, SA, e os seus accionistas, na qualidade de investidores estratégicos e comprometidos com o mercado de telecomunicações português, na sequência das notícias recentemente vindas a público sobre possíveis alterações na estrutura acionista da PT/OI, convictos da existência de alternativas que salvaguardem o valor acionista, contribuam para o desenvolvimento e investimento no sector, assegurando mais competitividade e valor para os clientes, manifestam a sua disponibilidade para integrar uma solução que, em aberta colaboração com as partes envolvidas, assegure o necessário compromisso de interesses, promovendo a defesa do interesse nacional.”

A venda da Portugal Telecom, que deveria desaparecer ao ser concluído o processo de fusão com a Oi, passou a ser considerada como forma de reduzir o endividamento da operadora brasileira e permitir sua capitalização para que possa vir a comprar parte da TIM. A compra da TIM pela Claro, Oi e Telefônica Vivo está sendo considerada desde o ano passado, mas todas as partes envolvidas negaram, semana passada, que tenha havido uma proposta formal, como foi noticiado.

Anterior Tráfego global de datacenter deverá triplicar até 2018
Próximos Armazenamento de dados da Suframa migrará para o Serpro por recomendação do MPF