Somente Oi e CTBC entregam dados abertos à Anatel


Até esta segunda-feira (17), somente a Oi e a CTBC entregaram as informações sobre custo à Anatel de forma aberta. Na semana passada, alegando necessidade de adoção de medidas para assegurar a confiabilidade dos dados, as empresas entregaram as informações sobre todos os seus contratos de oferta de capacidade no atacado (seja EILD, seja SRTT) …

Até esta segunda-feira (17), somente a Oi e a CTBC entregaram as informações sobre custo à Anatel de forma aberta. Na semana passada, alegando necessidade de adoção de medidas para assegurar a confiabilidade dos dados, as empresas entregaram as informações sobre todos os seus contratos de oferta de capacidade no atacado (seja EILD, seja SRTT) para serem avaliados em CD colocado em envelope lacrado, sob a condição de que os lacres somente fossem abertos na presença de um representante delas. O presidente da agência, Ronaldo Sardenberg, devolveu os CDs e exigiu a entrega de informações abertas.

A queixa das operadoras é sobre possível conflito de interesse resultante de funcionários que trabalham na agência, mas que podem ser devolvidos para a Telebrás, que é considerada hoje uma competidora. Ainda na sexta-feira, Sardenberg divulgou mensagem aos servidores da agência, salientando que entre os profissionais de rigor técnico e notório conhecimento da Anatel, os empregados da Telebrás “sempre demonstraram sua idoneidade e compromisso como o país”. Com a nota, ele respondeu à manifestação de contrariedade dos servidores com a carta da Abrafix, que colocou em dúvida o comprometimento deles na guarda do sigilo das informações comerciais.

Já o conselheiro Jarbas Valente, um dos 179 funcionários da estatal cedidos por lei para a agência, minimizou as críticas que vem recebendo e disse que ainda não se decidiu sobre o possível desligamento da estatal. “Tenho 30 anos de serviço público, vou continuar fazendo o que sempre fiz, cumprindo a lei ao pé da letra”, disse.

Anterior Leilão da banda H previsto para agosto e de 3,5GHz, para novembro.
Próximos Anatel abre consulta publica para alterar numeração de celulares em SP