Solução para a interferência deve ser técnica e econômica, diz Menezes


Somente com a realização dos testes de campo será possível tomar uma decisão sobre a melhor maneira de resolver a interferência da tecnologia 5G nas TVs abertas por parabólicas ou as TVROs, afirmou hoje, 25, o secretário de Telecomunicações, Vitor Menezes em Live sobre a 5G realizada pelo Tele.Síntese.

Para Menezes, sem a conclusão desses testes não é possível ainda dizer qual a melhor solução, se a implementação de filtros, nas antenas parabólicas que captam os sinais de TV ou se é melhor migrar todos os canais de TV para a banda Ku de satélite. Mas para ele, a solução sempre tem que responder às questões técnicas e econômicas da equação.

PUBLICIDADE

” A Anatel deveria avaliar qual a melhor medida técnica e econômica para resolver a interferência. Quanto mais cara a solução, menos recursos para políticas públicas. Existem ainda 15 mil localidades em cobertura de celular”, assinalou o secretário.

Vitor Menezes assinalou que a opção para a migração para a banda Ku não é uma solução ruim, mesmo porque essa alternativa libera mais espectro para a banda larga móvel, mas ressaltou que somente com a retomada dos testes em campo é que uma decisão poderá ser tomada.

” Os testes impactam o cronograma do próprio leilão”, ressaltou.

 

 

 

 

 

Anterior Ouvidoria da Anatel encaminha proposta sobre uso de repetidores em pequenas localidades
Próximos Vivo abre plataforma do Vivo Valoriza para pequenas e médias empresas