TeleSintese-Grafico-resultados-analise-positivo-crescendo-apresentacao-mao-pessoa-analise-cotacao-bolsa-acao-acoes-numeros-Fotolia_144496857

O fundo Société Mondiale, do brasileiro Nelson Tanure, vendeu 30% dos papeis que detinha da Oi em 19 de janeiro. O fundo se desfez de 13 milhões de ações ordinárias. Com isso, passou a deter o  equivalente a 3,67% do capital social da operadora – antes, tinha 5,28%.

Em carta à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o fundo declara que a redução não tem o objetivo de alterar a composição do controle ou estrutura administrativa da Companhia.

O Société Mondiale foi um dos responsáveis, ao lado da Pharol, maio acionista individual, por arrastar a aprovação do plano de recuperação judicial da concessionária. O plano foi homologado pela Justiça no começo de janeiro, após 18 meses queda de braço entre credores, diretoria e acionistas. A versão aprovada diminui a influência do Société Mondiale no conselho da companhia.