Slim: Claro quer 3G, e vai investir R$ 2 bi em 2008


A Claro vai investir mais de R$ 2 bilhões no Brasil em 2008, anunciou hoje o presidente do grupo Telmex, Carlos Slim, após encontro no Palácio do Planalto com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Slim disse que a Claro está investindo muito para aumentar a sua capacidade e sua presença nacional, sobretudo agora …

A Claro vai investir mais de R$ 2 bilhões no Brasil em 2008, anunciou hoje o presidente do grupo Telmex, Carlos Slim, após encontro no Palácio do Planalto com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Slim disse que a Claro está investindo muito para aumentar a sua capacidade e sua presença nacional, sobretudo agora que o Brasil vai licitar freqüências na terceira geração (3G). Na opinião dele, a empresa está fazendo um trabalho eficiente para aumentar a produtividade. “No ano que vem, três de cada quatro brasileiros terão um telelefone celular, com uma penetração de 75%”, estimou.

O executivo salientou que o Brasil tem vários participantes competindo no mercado de telefonia celular e que a Claro está em terceiro lugar, mas muito próxima das outras e competindo em quase todo o território brasileiro. “Eu diria que isso é uma competição importante, intensa, conveniente e que vai beneficiar os usuários da Claro”, destacou.

Telefônica e TIM

Ao comentar a decisão da Anatel de aprovar a aquisição da Telecom Itália pela Telefônica com restrições, Slim disse  que as exigências impostas pela agência foram bem definidas. “O que pedimos e o que queremos é que se defina claramente o que elas poderiam fazer. O que não é possível é se pensar que eles (Telefônica) são os sócios mais importantes do grupo de controle”, destacou.

Slim também elogiou a atuação da agência, que para ele é um dos maiores reguladores do mundo, e disse que, nesse caso, seguramente a Anatel tomará todas as medidas adequadas para manter a competição.

Anterior TI/Telefónica: aval da Anatel dispara especulações na Itália
Próximos Metas de universalização de 2006 podem ser fiscalizadas pela sociedade