Skype, um desafio para as operadoras.


Em 2,5 anos, a operadora VoIP atingiu a marca de 100 milhões de usuários, em todo o mundo, sendo que apenas de setembro até março conquistou 46 milhões de novos usuários. Contudo, a empresa da eBay não informa quão ativos são seus usuários, tampouco quantos deles estão nos serviços pagos (portanto gerando receita) SkypeOut (que …

Em 2,5 anos, a operadora VoIP atingiu a marca de 100 milhões de usuários, em todo o mundo, sendo que apenas de setembro até março conquistou 46 milhões de novos usuários. Contudo, a empresa da eBay não informa quão ativos são seus usuários, tampouco quantos deles estão nos serviços pagos (portanto gerando receita) SkypeOut (que permite ligações para telefones fixos e móveis a preços baixos), ou Skypeln (que aceita receber chamadas fixas e móveis de não-usuários).

O Skype sofre cerco cerrado de provedores como Google, MSN e Yahoo! na arena da telefonia via PC. Por isso, estaria avaliando a possibilidade de se diferenciar da concorrência oferecendo soluções wireless, inclusive em parceria com operadoras móveis.

Na avaliação de analistas, a capacidade do Skype de oferecer chamadas ponto a ponto gratuitas, além de ligações para telefones fixos e móveis com tarifas baratas, representa um risco tanto para as operadoras fixas, como para as móveis. Afinal, todas elas vão sentir, em alguma medida, a perda de tráfego em suas redes.

Essas empresas reagem de forma diferente à ameaça. A British Telecom, por exemplo, oferece um serviço similar ao do Skype, o BT Communicator, em parceria com o Yahoo!. Já outras operadoras fixas e móveis estão se alinhando com o Skype para oferecer seus serviços a partir de PCs domésticos, laptops e outros terminais.

(Da Redação com agências internacionais)

Anterior Comcast triplica o lucro
Próximos Prejuízo da Vivo cai para R$ 179 milhões no trimestre