Sky migra para a nuvem, reduz custos e “time to market” na área de TI


A Sky contratou a Oracle ano passado para ser sua provedora de aplicações em nuvem. Embora o contrato preveja a migração e fornecimento por cinco anos do serviço em nuvem de diversos recursos, a tele já colhe resultados no departamento de TI e no de marketing, com uso da ferramenta SAS (serviço de análise de dados e inteligência de negócio).

Em menos de um ano do início da migração, a operadora de TV por assinatura economizou US$ 750 mil com os custos que antes tinha com a manutenção da ferramenta em data center próprio. Além disso, reduziu o tempo que leva da ideia à implementação de novos serviços pela equipe de TI em 90%. Liberou, ainda, iguais 90% do tempo dos funcionários do departamento, antes dedicado à manutenção de equipamentos, para a modelagem de dados, outros projetos e novas funcionalidades.

A migração para data center da Oracle faz parte da estratégia de redução de despesas da Sky baseada na transformação digital da empresa. No caso da aplicação usada pela operadora, o SAS se aproveita da função Autonomous Database, que através de machine learning dispensa a manutenção feita por seres humanos no banco de dados.

Segundo o vice-presidente sênior de vendas da Oracle, Marcos Pupo, o setor de telecomunicações tem sido um grande demandante de suas soluções e serviços. O Oi também é uma grande cliente. A concessionária contratou ano passado um serviço para migração e uso de nuvem híbrida, em que foi necessário instalar nos data centers da empresa norte-americana “centenas de novos servidores”, diz Pupo. A Claro (Net) é outra cliente que vem recorrendo à nuvem da Oracle.

Anterior Campanha da Claro alcança mais de 140 milhões de pessoas em sete dias
Próximos iPhone tem donwload mais rápido nas redes móveis brasileiras