Sistema de alerta de desastre naturais via SMS chega a GO, MS e MG


Até março todo o país estará coberto pelo sistema de envio de alertas, via SMS, de desastres naturais, parceria entre Ministério da Integração, Anatel e operadoras celulares.

desastrenaturalAs prestadoras de telefonia móvel expandiram para os Estados de Goiás, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais o sistema que dará suporte ao envio de alertas para informar a população, via SMS, sobre o risco de ocorrência de desastres naturais, como chuvas fortes, alagamentos, enchentes e deslizamentos. O sistema, que passa a operar nesses três Estados na segunda-feira,15, começou a funcionar em fevereiro de 2017 e está disponível, também, nos estados do Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. A operação nos nove estados vai compreender mais de 125 milhões de telefones móveis.

Desde fevereiro do ano passado, cerca de 2 milhões de cidadãos já se cadastraram e foram encaminhadas 25 milhões de mensagens de alerta. A previsão é que ainda no primeiro trimestre o sistema esteja disponível em todo o país. De acordo com o cronograma, a partir de 19 de fevereiro, será a vez do Distrito Federal, Mato Grosso e Tocantins. E, em 19 de março, na última fase, o sistema entrará em operação nos Estados do Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima e Sergipe.

Coordenado pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), do Ministério da Integração, o sistema está sendo implantado em parceria com a Defesa Civil dos Estados e com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). As pessoas que se cadastrarem no sistema pelo celular recebem os alertas gratuitamente, pois o custo do envio das mensagens ficará a cargo das prestadoras.

Para receber os alertas, a população deve enviar uma mensagem pelo celular para o número 40199, com o CEP do endereço que deseja ser monitorado. Podem ser cadastrados vários CEPs para um mesmo número de celular.

Quando o sistema se torna disponível em determinada região, a Defesa Civil promove campanhas diversas e a população é chamada a se cadastrar. A mensagem de texto que a população receberá da Defesa Civil será: “Defesa Civil informa: novo serviço de envio de SMS gratuito de alertas de riscos de desastres. Para se cadastrar responda para 40199 com CEP de interesse”.

Qualquer pessoa que estiver em uma das localidades atendidas pode se cadastrar, mesmo não tendo recebido a mensagem e não sendo morador da região, desde que informe um CEP do local atendido.

O processo de envio da mensagem de alerta de desastre natural começa quando a Defesa Civil detecta a possibilidade de ocorrência de um evento que pode trazer risco para a população em determinada região. A Defesa Civil, então, manda para o sistema informações sobre a região que vai ser atingida e a mensagem que será enviada pelas prestadoras aos celulares dos cidadãos daquela região que fizeram o cadastro. (Assessoria de Imprensa)

Anterior MCTIC vai insistir em incentivos fiscais para atrair datacenters
Próximos Mudanças na política editorial do Facebook repercutem no mercado

4 Comments

  1. Erick
    12 de Janeiro de 2018

    Bacana! Vendavais e enchentes poderao ser avisados aos moradores.

  2. Joao Paulo
    13 de Janeiro de 2018

    Essas mensagens deveriam ser enviadas por broadcast para os dispositivos conectados nas ERB de regiões que estejam próximos. E não se pedir um cadastro antecipado.

    • Lucas
      17 de Janeiro de 2018

      Verdade. Seria bem melhor, e, com o broadcast, não precisaria nem divulgar o serviço.

    • Lucas
      17 de Janeiro de 2018

      Além disso, muitos usuários tentam inserir o cep e o sistema diz que o cep é inválido. O sistema deles é tão arcaico, que não aceita texto Unicode. É necessário alterar o modo de entrada para o antigo Alfabeto GSM. Como explicar isso para os leigos?