Sintetel entra na justiça contra a Relacom e a Telefônica


O Sintetel (Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do Estado de São Paulo) vai entrar com uma ção contra a Relacom, ex-prestadora de serviço da Telefônica e contra a Telefônica para pediro pagamento dos salarios de 1.800 trabalhadores demitidos após a perda de contrato da empresa com a operadora de telefonia. Segundo informações da assessoria de imprensa, os funcionários não receberam o salário referente ao mês de abril e também não receberam as verbas rescisórias. O contrato foi rescindido no início de abril.  “Nossa missão é defender os empregados e assim faremos até que o pagamento seja efetuado a todos os envolvidos no processo”, afirmou Almir Munhoz, presidente da entidade. (Da Redação)

Anterior Sarkozy admite erros em lei antipirataria
Próximos Teles pedem indicação de fonte de financiamento para novo Aice