SindiTelebral quer mais serviços do Estado nas redes de telecom


O presidente do SindiTelebrasil, Eduardo Levy, defendeu hoje que o governo, em suas diferentes instâncias, use mais as redes de comunicações para prestar serviços. “Um banco privado, até mesmo o Banco do Brasil, têm conhecimento que a infraestrutura (de telecomunicações) existe, e os bancos desenvolveram aplicativos para usar no celular para fazer pagamentos, transferência de dinheiro, consultas. Por que essa infraestrutura não pode ser usada pelo Estado para prover melhores serviços para o cidadão”, indagou Levy. Ele fez hoje uma apresentação em nome do sindicato, que reúne as operadoras na Futurecom, em São Paulo.

Segundo ele, 97% das 65 mil escolas públicas no país têm internet, mas apenas 12% têm computador em sala de aula e pouco mais de 30% delas têm algum conteúdo didático para o professor. “Entendemos que o Brasil tem uma infraestrutura, implantada ao longo dos últimos 15 anos, que pode ser usada pelo Estado”, afirmou. Ele destacou que, mundialmente, a educação vem se transformando pelas TICs e defendeu que o Estado passe a prover mais serviços ao cidadão usando a infraestrututra de telecomunicações.

 

Anterior Cade deve aprovar compra da GVT pela Telefônica
Próximos Rezende é contra a verticalização de grandes grupos na internet