Siemens quer mercado WiMAX. Ericsson não.


A Siemens elegeu o chip móvel da parceira norte-americana Sequans, o WiMAX Wave 2, para construir soluções residenciais de modems e gateways da família Gigaset. O chip, também conhecido como SQN1130, leva funcionalidades de MAC* (Media Acess Control) e PHY* (Physical Layer) requeridas pelo padrão 802.16e de WIMAX móvel do IEEE. Inclui, ainda, a MIMO …

A Siemens elegeu o chip móvel da parceira norte-americana Sequans, o WiMAX Wave 2, para construir soluções residenciais de modems e gateways da família Gigaset. O chip, também conhecido como SQN1130, leva funcionalidades de MAC* (Media Acess Control) e PHY* (Physical Layer) requeridas pelo padrão 802.16e de WIMAX móvel do IEEE. Inclui, ainda, a MIMO (Mobile Input Mobile Output), tecnologia que promete  redução do consumo de energia.

Enquanto a Siemens dá um passo rumo à consolidação da sua oferta de WiMAX, a Ericsson anunciou, na semana passada, que está abandonando o desenvolvimento de produtos na tecnologia. A empresa decidiu concentrar a sua estratégia em WCDMA e HSPA (High-Speed Packet Access). Na visão da empresa, o WiMAX pode não sobreviver, enquanto o mercado para a tecnologia de terceira geração de celulares é perene. O único problema para a fabricante sueca é se as operadoras optarem por WiMAX enquanto aguardam o desenvolvimento das soluções de UMTS LTE (Long-term Evolution). (Da Redação, com noticiário internacional)

__________________________________________________________________
*Notas
MAC – é um protocolo de comunicação de dados
PHY – é um termo genérico para circuito integrado, ou um circuito encarregado de codificar e decodificar um domínio digital ou modular em um domínio analógico.

Anterior VeriSign e NEC do Brasil firmam acordo
Próximos CVM pode instaurar processo contra Telemar