Setor eletroeletrônico encerra semestre com queda de 13%


O setor eletroeletrônico encerrou o primeiro semestre do ano com queda de 13% no faturamento, na comparação com igual período de 2008. A estimativa da Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica) é que haja recuperação neste segundo semestre e o setor feche o ano com faturamento de R$ 121 bilhões, o que representaria …

O setor eletroeletrônico encerrou o primeiro semestre do ano com queda de 13% no faturamento, na comparação com igual período de 2008. A estimativa da Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica) é que haja recuperação neste segundo semestre e o setor feche o ano com faturamento de R$ 121 bilhões, o que representaria uma queda de 2% em relação ao resultado de 2008, que foi de R$ 123 bilhões.

Segundo a Abinee, as exportações não tem sido alternativa para a queda do mercado interno. Na comparação entre o primeiro semestre de 2009 com o primeiro semestre de 2008, as exportações caíram 28%. "Isto ocorreu tanto em função da retração do mercado internacional como também do câmbio desfavorável, que não tem ajudado na competitividade dos produtos eletroeletrônicos no exterior", comentou o presidente da Abinee, Humberto Barbato. Houve queda nas vendas para os países da América Latina e, no caso da Argentina, a indústria sofreu o impacto das barreiras impostas pelo país vizinho, que adotou a política de licenciamento não automático para todos os produtos importados. "Isso gerou perda de market share da indústria brasileira na Argentina e no nosso governo, infelizmente, é condescendente com a Argentina e outros países da região", lamentou Barbato.

A balança comercial apresentou um déficit de US$ 7 bilhões no semestre, queda de 30% na comparação com igual período de 2008. No ano, as exportações do setor devem atingir US$ 7 bilhões e as importações US$ 22 bilhões. Mantidas essas projeções, a balança de produtos do setor registrará déficit de aproximadamente US$ 15 bilhões.

A estimativa da Abinee é de redução também no número de empregados no setor em 2009. A indústria eletroeletrônica já demitiu, neste ano, 7 mil empregados. As projeções da Abinee indicam que o setor fechará o ano com 4% menos empregados que os 162 mil de dezembro de 2008.

Anterior Relatório da Ouvidoria critica 'informe das multas' e falhas no Speedy
Próximos Volume de PCs deve se manter em 12 milhões, estima Abinee.