Setor de telecom amplia compra de energia no mercado livre


shutterstock_mycola_industria_energiaO volume de energia elétrica comprado por empresas do setor de telecomunicações por meio do mercado livre teve alta de 75,9% no último ano. Em fevereiro, foram usados 179 MWm por empresas do segmento, ante 102 MWm no mesmo mês de 2016. A maior parte do crescimento está associada à migração de companhias ao mercado livre no período. Desconsiderando esse movimento de novas compradoras, o aumento do consumo das empresas de telecomunicações foi de 8,1%.

As informações são da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), que informa ainda que a Telefônica e a Claro estão entre as cinco empresas que usam mais energia no mercado livre na categoria “consumidores especiais”, aqueles compradores de 500 kW a até 3 MW. A Telefônica é a maior compradora, e a Claro, a quinta maior. Entre elas, na lista, estão C&A, CBD e Carrefour.

A procura das teles por energia no mercado livre tem impulsionado a geração de energia de fontes alternativas, como eólica e de biomassa, segundo a Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel). Isso porque os consumidores especiais podem contratar energia apenas de fontes renováveis. Em média, a migração para o mercado livre tem permitido uma redução de custos de 20% a 30% para as empresas, acrescenta a entidade.

Anterior Espanha desregulamenta MVNOs
Próximos Nos EUA, T-Mobile dá maior lance por espectro das emissoras de TV