O presidente da Anatel, João Rezende, afirmou, nesta quinta-feira (26), que as telecomunicações nos estados da região Sul, já apresentam maior estabilidade, após rompimento ontem de fibras óticas, que afetou a qualidade dos serviços prestados por diversas operadoras. Segundo ele, foi apurado que a falha decorreu das obras na BR-116, que ocasionaram a quebra de três cabos localizados na rodovia.

Ontem, por volta das 13hs, ocorreu queda de qualidade e até interrupções nos serviços de Longa Distância, telefonia móvel pré-paga (voz e SMS) e internet nos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, em decorrência dos problemas nas fibras. Os serviços começaram a ser normalizados a partir das 16h30min.

Segundo o conselheiro Jarbas Valente, que desde ontem acompanha os desdobramentos das falhas, foram prejudicados os usuários da Vivo/Telefônica, GVT/Geodex, TIM, Intelig, Oi, Eletronet, Global Crossing/Level 3, Claro, Embratel e NET. Ele informou que o problema tomou uma proporção maior porque as fibras de outra rota na região acabaram partidas por vandalismo.

Valente disse que a agência abriu procedimentos administrativos para apuração dos fatos e das responsabilidades de cada agente, com vistas à aplicação das sanções cabíveis. E que os usuários prejudicados serão ressarcidos pelo tempo em que foram privados dos serviços, nos termos da regulamentação da Anatel.