Serviço de Valor Agregado da telefonia móvel tem forte crescimento


As operadoras móveis registraram crescimento expressivo de seus serviços de valor agregado (SVA) no último ano, mesmo sem considerar a entrada da terceira geração da telefonia celular (3G), lançados, na maioria das operadoras, nos primeiros meses deste ano. No primeiro trimestre deste ano, a Claro registrou aumento de 49% em seu SVA, em comparação com …

As operadoras móveis registraram crescimento expressivo de seus serviços de valor agregado (SVA) no último ano, mesmo sem considerar a entrada da terceira geração da telefonia celular (3G), lançados, na maioria das operadoras, nos primeiros meses deste ano. No primeiro trimestre deste ano, a Claro registrou aumento de 49% em seu SVA, em comparação com igual intervalo do ano passado, enquanto a Vivo, no mesmo período, obteve índice semelhante, com crescimento de 47,7% na rubrica. Na TIM o avanço ficou em 29%, e na operação móvel da Oi o aumento foi de 68%.

Segundo Fiamma Zarife, diretora de SVA da Claro, “o que puxou o crescimento em 2007 foram os pacotes de internet, mesmo adquiridos nos pacotes de 2G.” Ela acrescentou que “o aumento nas vendas dos aparelhos com acesso a internet foi exponencial, algo em torno de 300%, e isso coloborou muito para o aumento dos SVAs.” Fiamma acredita que este crescimento “vai ser potencializado agora com a 3G, com mais velocidade, otimizando a performance do usuário, além de ser uma grande oportunidade da telefonia móvel aumentar a penetração da banda larga.”

A receita de dados mais SVA's da Vivo alcançou R$ 315,4 milhões no primeiro trimestre deste ano. Segundo o diretor de produtos e serviços da operadora, Alexandre Fernandes, “a Vivo foi a primeira operadora brasileira na qual a receita de SVA acrescida da receita de dados ultrapassou a marca de 10% da receita líquida de serviços”. Ele estima que este índice deve aumentar, atingindo 15% da receita líquida de serviços até 2010. Fernandes aponta o avanço das vendas de banda larga móvel, o aumento da utilização de SMS pessoa-a-pessoa, e da utlização de recursos interativos como os principais responsáveis pelo crescimento dos SVA.

Na TIM, no primeiro trimestre deste ano, a receita bruta de SVA alcançou R$ 327 milhões, crescimento de 29% em relação ao mesmo período de 2007. Estas receitas representaram 8,4% da receita bruta de serviços, contra 7,1% no mesmo trimestre do ano passado. A operadora destacou que “os serviços inovadores (MMS, download, etc) representaram 54% destas receitas”, acrescentando que as promoções de SVA “foram focadas para o desenvolvimento do hábito de uso do cliente em vista ao recente lançamento da tecnologia 3G”.

Em sua operação móvel, a Oi viu sua receita de dados acrescida de SVA crescer de R$ 66,2 milhões nos três primeiros meses de 2007 para R$ 111,3 milhões no primeiro trimestre deste ano, o que significa aumento de 68%. Segundo a operadora, o número responde a um grande aumento na utilização de SMS, envio de fotos, e downloads de músicas e vídeos.

Anterior Senado começa a debater o PL 29
Próximos Anatel divulga variação do IST no trimestre