Serpro se prepara para compra de sistema de identificação biométrica


Por : Pixabay

O Serpro abriu consulta pública para colher críticas e sugestões à proposta de aquisição, por meio de licitação, de sistema automatizado de identificação biométrica, com capacidade para verificar dados de 100 milhões de pessoas. O participante do debate deverá expor e declarar os modelos de contratação existentes para o produto. As contribuições poderão ser feitas até o dia 22 deste mês pelo e-mail: cpabis@serpro.gov.br .

A solução deverá ser implantada no Data Center da estatal utilizando a infraestrutura de TI disponível na empresa. Deve ser capaz de defender a legitimidade da identidade do cidadão através de uma autenticação segura, bem como detectar tentativas de fraude na autenticação e validação de biometrias e nos processos de validação em que o reconhecimento biométrico for utilizado.

Outro requisito incluído na proposta é de que a solução de multibiometria deve fornecer tecnologias biométricas integráveis entre si, permitindo a fusão e combinação de duas ou mais formas de biometria na autenticação e cadastro com o fim de produzir um score de identificação. Deve permitir o monitoramento, bilhetagem e controle do volume de autenticações realizados em cada tipo de solução biométrica.

PUBLICIDADE

A proposta prevê uma solução compatível com diferentes dispositivos, intuitiva e multiplataforma, podendo ser utilizada por tablet, smartphone e computadores. Com relação à privacidade, o Serpro entende que a solução deve possuir detecção de vivacidade (detecção de vida), para evitar fraudes através de utilização de dedos ou faces em fotos ou vídeos.

A solução deve ainda identificar (gerando os logs correspondentes) tentativas de fraude, de modo a apoiar a aplicação de regras de segurança para o tratamento deste tipo de ocorrência. E ainda que as impressões digitais devem ser coletadas através de dispositivos ópticos de diversos fabricantes.

A  proposta prevê também disponibilidade de recursos de análise e aprovação da captura da face, que deve ser realizada por meio de webcam, câmera de smartphone ou tablet para realizar o batimento da foto capturada contra foto existente em banco de dados e indicar um score com o grau de similaridade na comparação.

Anterior TeamViewer libera app de Realidade Aumentada para hospitais
Próximos Trump prorroga decreto que baniu Huawei dos EUA