Serpro busca empresas para parceria no serviço de nuvem


O Serpro abriu, nesta segunda-feira, 25, chamamento público visando identificar provedores de serviços em nuvem interessados para, em regime de parceria de negócios, prover serviços na plataforma multinuvem da empresa pública. O prazo para entrega das propostas vai até o dia 21 de fevereiro de 2020.

Os provedores de serviços em nuvem estrangeiros poderão participar por meio de filial, sucursal, agência ou estabelecimento no Brasil. Para as empresas não estabelecidas no Brasil , são exigidas as comprovações de, pelos meios usuais no país de origem de sua regularidade jurídico/fiscal e da capacidade jurídica do representante que, em nome do provedor de serviços em nuvem, firme a Proposta Técnica.

Os interessados devem possuir comprovação válida de que a infraestrutura de centro de dados onde os serviços de nuvem poderão estar hospedados possui certificação em conformidade com a norma SOC 3 ou em conformidade com alguma outra norma equivalente. Possuírem, no mínimo, as certificações: ABNT NBR ISO/IEC 27001:2013; ABNT NBR ISO/IEC 27017:2016 ou CSA Star Certification Level Two ou superior; ISO/IEC 27018:2014 ou ISO/IEC 27018:2019, com validade vigente na data de apresentação da documentação, referente à infraestrutura de centro de dados localizados em território nacional, onde os serviços em nuvem estarão hospedados.

Possuir, ainda, comprovação válida que o provedor de serviços em nuvem está em compliance com o Cybersecurity Framework (CSF – Estrutura de segurança cibernética) definido pelo National Institute of Standards and Technology (NIST).

Os requisitos de qualificação técnica incluem, entre outros, plataforma que permita o provisionamento com autoatendimento por meio de Interface de Programação de Aplicativos (Application Programming Interface – API), console de gerenciamento e portal web. No mínimo, dois datacenters em território nacional para os serviços de Infraestrutura como Serviço (IaaS).

As empresas interessadas devem também possuir funcionalidade que permita configurar a replicação de dados entre datacenters em território nacional com failover automático, para os serviços de Infraestrutura como Serviço (IaaS). Possuírem portfólio de serviços com recursos integrados de IaaS e PaaS (IaaS + PaaS) e suporte a autenticação de dois fatores (multi-factor authentication – MFA) para acesso a infraestrutura.

Precisam ter ainda serviços de servidores virtuais, como no mínimo, mecanismos para evitar interrupções das instâncias de servidores virtuais, quando o provedor estiver executando algum tipo de manutenção de hardware ou serviço no nível do host. E mecanismo para reiniciar automaticamente instâncias de servidores virtuais, se o host físico falhar, além de suporte a criptografia.

Na proposta, a empresa interessada deve propor configuração de oportunidade de negócio, o qual pode ser estabelecido por meio dos mais variados modelos associativos, societários ou contratuais, nos moldes da Lei das Estatais. E, por fim, demonstrar vantagem comercial para o Serpro com a parceria.

Veja aqui a íntegra do edital.

Anterior Oi pode ser favorecida com PL que permite descontos de até 70% em dívidas na recuperação judicial
Próximos Claro terá oferta de crédito pessoal em parceria com banco Inbursa

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *