Semana termina sem solução para a venda da T-Mobile


A venda da T-Mobile, quarta operadora de celular norte-americana, de propriedade da alemão Deutsche Telekom, voltou para a estaca zero. A Sprint, segunda maior operadora dos EUA, que negociava a sua aquisição, anunciou esta semana a sua desistência devido a receios com as possíveis restrições da agência reguladora, a FCC (Federal Communication Comission).

A surpresa ficou  com a oferta da operadora francesa, a Iliad, pela T-Mobile. Mas ontem a operadora alemã rejeitou a oferta de US$ 15 bilhões apresentada.

Enquanto isso,  o Chairman da Dish Network, Charlie Ergen, afimrou, durante a conferência da divulgação do balanço econômico, que a empresa poderia voltar a se interessar em fazer uma oferta pela empresa de celular. ( Com agências internacionais).

Anterior Financiamento do BNDES para rádios comunitárias passa na CCT da Câmara
Próximos Anatel publica anuência prévia para fusão da Claro, Embratel e NET