Seja Digital distribui 10 milhões de kits de TV digital


A Seja Digital, entidade responsável pela limpeza da faixa de 700 MHz, chegou ao marco de 10 milhões de kits gratuitos de TV digital entregues às famílias de baixa renda atendidas pelo Governo Federal. Composto por antena digital e conversor com controle remoto, o kit gratuito permite que os televisores mais antigos recebam o sinal digital dos canais abertos de televisão. Após o desligamento do sinal analógico, apenas as TVs preparadas continuarão a receber a programação dos canais abertos de televisão.

A entrega do kit de número 10 milhões ocorreu na cidade de Paracambi, interior do Rio de Janeiro. Quem recebeu o kit foi Mônica da Silva Paraíso. A dona de casa de 49 anos ficou sabendo da Seja Digital nas reportagens que viu na televisão. Para descobrir se tinha direito ao kit gratuito, ela ligou para o número 147. “Foi tudo muito rápido e fácil”, diz Mônica, que mora com o marido, três filhos e dois netos que não desgrudam da TV. “Foi só escolher o local, o dia, o horário e buscar meu kit.” Mônica diz que a TV de tubo fica na sala de casa e sempre assistiu televisão com imagem cheia de chuvisco. “Vou só esperar meu marido chegar em casa para ele instalar meu kit e poder ver a novela com a imagem perfeita.”

Migração

A limpeza da faixa de 700 MHz acontece com o desligamento do sinal de TV analógico que usava a frequência, e liberação para uso das operadoras de telefonia móvel. Conforme a Seja Digital, 644 cidades – dentre elas 20 capitais – já estão apenas com o sinal digital de TV. “Até o final do ano, outras mais de 700 cidades terão o sinal analógico desligado e nossa preocupação é não deixar ninguém para trás”, afirma Antonio Carlos Martelletto, presidente da Seja Digital.

Para saber se tem direito ao kit gratuito nas regiões onde a distribuição está acontecendo e agendar a retirada dos equipamentos, a população deve acessar sejadigital.com.br/kit ou ligar gratuitamente para o número 147. O cronograma de desligamento do sinal analógico de TV, definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), pode ser consultado no site www.sejadigital.com.br. (Com assessoria de imprensa)

Anterior SindiTelebrasil recorre novamente ao TCU contra outros contratos da Telebras
Próximos Ações da Oi despencam