Segmento satélite da Alcatel será da Thales


As conseqüências da fusão Alcatel-Lucent não tardaram a aparecer. Hoje, 5, a Thales, indústria eletrônica de defesa controlada pelo governo da França, comunicou que a Alcatel aumentou a sua participação na companhia de 9 para 21,6%, em troca de suas atividades nas áreas de satélites e segurança. Com isso, tudo indica que foram descartadas as …

As conseqüências da fusão Alcatel-Lucent não tardaram a aparecer. Hoje, 5, a Thales, indústria eletrônica de defesa controlada pelo governo da França, comunicou que a Alcatel aumentou a sua participação na companhia de 9 para 21,6%, em troca de suas atividades nas áreas de satélites e segurança. Com isso, tudo indica que foram descartadas as pretensões da EADS – European Aeronautic Defence and Space Company em relação à Thales.

A Alcatel é um dos pesos pesados europeus do mercado de equipamentos espaciais para telecomunicações, fins militares e científicos, através de sua filial Alcatel Alenia Space (empreendimento conjunto com a italiana Finmecanica). A Alenia divide a fabricação de satélites na Europa com a Astrium, filial da EADS.

A incorporação, pela Thales, das atividades de satélites e sistemas de segurança da Alcatel (operação que deve ser concluída no segundo semestre de 2006), aumentará em mais de 2 bilhões de euros o volume de negócios da Thales. Ou seja, uma alta de 20% sobre as vendas de 10,3 bilhões de euros feitas em 2005.

Finalizado o processo, a participação estatal na Thales diminuirá para 27,1% (31,3%, hoje).

(Redação com agências internacionais)

Anterior Abril vai para a Bovespa
Próximos MP e Acel discutem postos de atendimento