Sebrae tem três chamadas públicas para financiamento a projetos de desenvolvimento


O Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) possui três chamadas públicas em curso, para selecionar projetos que necessitem apoio técnico e financeiro em três diferentes áreas. Dentre os objetivos principais estão: o aumento da competitividade das empresas, apoiar incubadoras das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país, e levar tecnologias de …

O Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) possui três chamadas públicas em curso, para selecionar projetos que necessitem apoio técnico e financeiro em três diferentes áreas. Dentre os objetivos principais estão: o aumento da competitividade das empresas, apoiar incubadoras das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país, e levar tecnologias de baixo custo para o campo.

A Chamada 01/2008, lançada em abril, integra o Projeto de Promoção de Empreendimentos Inovadores. O Sebrae Nacional, por meio de sua Unidade de Acesso à Inovação e Tecnologia (UAIT), coloca a disposição R$ 3,6 milhões para atender até 30 propostas, para projetos que contemplem  o atendimento a novas empresas incubadas.

Podem apresentar propostas entidades públicas ou privadas sem fins lucrativos, que possuam incubadoras de empresas em operação há pelo menos um ano e que possuam, no mínimo, três empresas incubadas. Essas entidades devem ser atuantes nas Regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Cada proposta pode conter recursos de até R$ 120 mil, para um período de execução de dois anos, sendo que o valor do Sebrae deve representar no máximo 60%. O resultado da seleção será divulgado no dia 24 de setembro.

A Chamada 02/2008 pretende selecionar propostas de apoio a projetos de difusão de tecnologias sociais de interesse de micro e pequenos empreendimentos e de produtores rurais. São R$ 3 milhões não-reembolsáveis que estarão disponíveis para propostas que se enquadrem nos temas: utilização de bioenergia, produção com aproveitamento sustentável de resíduos, cultivos agroecológicos e aproveitamento sustentável de produtos da floresta. O apoio financeiro é de, no máximo, R$ 100 mil, sendo que o Sebrae participa com 70% do valor proposto, e as propostas têm prazo de execução de 18 meses. O resultado da seleção será divulgado no dia 30 de junho.

A terceira chamada pública visa o desenvolvimento de iniciativas de comércio justo e solidário. As propostas podem ser enviadas por meio eletrônico até o dia 30 de maio. Podem concorrer instituições públicas ou privadas sem fins lucrativos ou ainda organizações não-governamentais. As participantes devem contar com a presença de, no mínimo, uma entidade parceira que mediará os projetos. Essa entidade poderá ser uma associação, sindicato ou cooperativa de micro e pequenos empreendimentos ou de produtores do meio rural.

As propostas devem conter solicitação de apoio financeiro de, no máximo, R$ 200 mil, e cada instituição proponente só poderá apresentar uma proposta por unidade da Federação. O total de recursos concedidos às entidades contratadas será de R$ 8 milhões, sendo que 70% deste total serão destinados a projetos desenvolvidos nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste.

Entre os critérios para análise das propostas estão modelo de gestão do projeto; relevância estratégica para o desenvolvimento social, ambiental e econômico do território; planejamento de estratégias de marketing; experiência da equipe executora na área de Comércio Justo e Solidário; e adequação do cronograma à qualidade dos indicadores de progresso técnico e resultados finalísticos do acordo. (Fonte: assessoria de imprensa, Sebrae)

Anterior Defesa do Consumidor vota projetos sobre telefonia
Próximos Fórum da AHCIET discutirá regulação única e convergência