Sebrae adota Inteligência Artificial para empoderar as pequenas empresas no mundo digital


O Sebrae Nacional está utilizando os recursos da Inteligência Artificial para conseguir dar as respostas rápidas e precisas para o seu principal cliente: as 12 milhões de pequenas e médias empresas brasileiras. “O cidadão brasileiro já está hiper conectado. Precisamos também levar esse conhecimento para as pequenas empresas”, explica Vinicius Lages, que acaba de ser reconduzido à direção da instituição.

Conforme Lages, a transformação digital iniciada pelo Sebrae há cerca de dois anos é muito mais ampla do que as alterações na infraestrutura física.  Ela vai se inserir na política pública da inclusão digital da sociedade brasileira, tornando as ações do Sebrae massificadas e escaláveis.

E, para isso, aponta Lages, o primeiro passo das mudanças que estão sendo feitas no Sebrae visa  transformar a grande quantidade de dados existentes em informações que possam ser acessadas e compreendidas rapidamente por seu público-alvo. Além de profusão de estudos sobre as pequenas empresas, também há miríades de informações sobre  milhares e Microempreendedores Individuais (MEI) guardadas em diferentes bases de dados da instituição.

“ Precisamos dar respostas rápidas para as pequenas empresas. O empresário precisa encontrar com um único clique como calcular o imposto, quais as alternativas de modelo de negócios propostas, como ampliar seus negócios”, assinala Lages. E é para dar respostas simples que o Sebrae está buscando o que há de mais sofisticado tecnologicamente no mercado.

“ A tecnologia não é o desafio maior, mas sim habilitar as pessoas para usá-la em seus negócios”, avalia o executivo. Para Vinicius Lages, os pequenos provedores de internet – que estão levando a banda larga para o interior do país podem também ser um dos agentes habilitadores para o melhor uso das ferramentas que estão disponíveis.

A transformação digital iniciada pela instituição  deverá fortalecida com a indicação da nova diretoria do Sebrae Nacional, quando o diretor Vinicius Lages, que liderava esse processo, foi realocado da diretoria administrativa e financeira, para a diretoria técnica. O Sebrae passará a ser presidido por João Henrique de Almeida Sousa, que substitui Guilherme Afif Domingos.

 

Anterior Brasil precisa de laboratório para fiscalizar segurança dos equipamentos de telecom, defende pesquisador do CPqD
Próximos Oi ultrapassa a Vivo e se torna terceira maior operadora de TV paga do país

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *