Seaborn conclui captação para financiar cabo ligando Brasil a EUA


cabo seabornA Seaborn Networks concluiu a captação de US$ 500 milhões para financiar a construção do cabo submarino que ligará a cidade de São Paulo a Nova York, nos Estados Unidos. O cabo óptico, batizado de Seabras-1, conectará diretamente pontos de presença entre as metrópoles.

O dinheiro virá do Partners Group, fundo de equity dos Estados Unidos. Além dos US$ 500 milhões, a Seaborn financia uma dívida resultante da iniciativa de US$ 267 milhões, com empréstimos junto aos bancos Natixis, Santander, Commerzbank e Intesa Sanpaolo, tendo como fiadora a Agência de Crédito para Exportação da França (Coface).

O cabo terá seis pares de fibra e capacidade inicial de transporte de 72 Tbps. Segundo a companhia, será o primeiro a conectar diretamente centros comerciais e financeiros de Brasil e Estados Unidos. O cabo terá ramais que o conectarão a Halifax (Canadá), Ashburn, Miami e St. Croix (EUA), Fortaleza e Rio de Janeiro (Brasil) e Las Toninas (Argentina).

A infraestrutura vem sendo implantada desde 2014 pela Alcatel-Lucent Submarine Networks, que agora passa a ser uma empresa da Nokia. A Seaborn também adiou a entrada em funcionamento do cabo. Prevista para acontecer até o final deste ano, agora a empresa afirma que ativará o cabo no segundo trimestre de 2017. (Com assessoria de imprensa)

Anterior Telefónica pretende separar unidade de torres, na Espanha
Próximos Philips começa a produzir no Brasil monitor de 4K e preço cai