Scopus anuncia solução para compartilhamento de redes ATM


Com recursos de usabilidade e tecnologia que permite o compartilhamento de redes ATM, a Scopus lançou no Ciab Febraban 2012 a solução ATM Multibanco. Um software que processa transações de vários bancos diferentes na mesma máquina de atendimento (ATM).  O diferencial da solução, segundo a empresa, é que utiliza o protocolo internacional de comunicação igual …

Com recursos de usabilidade e tecnologia que permite o compartilhamento de redes ATM, a Scopus lançou no Ciab Febraban 2012 a solução ATM Multibanco. Um software que processa transações de vários bancos diferentes na mesma máquina de atendimento (ATM). 

O diferencial da solução, segundo a empresa, é que utiliza o protocolo internacional de comunicação igual aos correspondentes bancários, possibilitando a conexão do ATM com as diversas instituições financeiras integradas. “Funciona como uma VAN (Value Added Network), ou rede de valor agregado”, explica o superintendente executivo da Scopus, Fabrizio Pinna. 

Uma novidade da nova solução é que permite navegabilidade como a dos smartphones, por meio de touch screen para virar a página do menu, por exemplo, mas também funciona no modelo de tela tradicional, basta selecionar o modo de interação. Outra inovação para os usuários dos ATMs é a opção de escolha das notas de dinheiro nesses terminais, para compor o valor total da retirada.  

PUBLICIDADE

O software ATM Multibanco da Scopus pode ser personalizado de acordo com o lay out dos terminais de cada banco, como se o usuário estivesse em sua própria agência bancária, permitindo parametrizar as transações, a visualização e a navegação por instituição, cartão ou cliente. Com arquitetura flexível facilita a inclusão de novos bancos e a oferta de novos serviços como a venda de ingressos.  

Além disso, a solução pode ser integrada às novas tecnologias, como o NFC (Near Field Communication), que transforma o celular em carteira eletrônica. “Enquanto está na fila, o cliente pode fazer as transações que pretende realizar no celular equipado com NFC com total segurança e privacidade. Depois é só aproximar o equipamento da antena NFC instalada no ATM com nosso software para processar as transações”, afirma Pinna.  (Fonte: assessoria de imprensa)

Anterior Encontros vão difundir uso de venture capital no setor de TI
Próximos Empresas aguardam definição do BC para iniciarem pagamento móvel