Satélite Inmarsat-5 F2 chega a sua órbita geoestacionária


O Inmarsat-5 F2 (I-5 F2), segundo satélite Global Xpress (GX), concluiu com êxito e no prazo os seus estágios de implantação orbital. Os dois painéis do radiador térmico do satélite foram posicionados e a carga útil foi acionada, marcando o início dos testes que serão comandados a partir do gateway GX da Inmarsat, localizado em Nemea, na Grécia, e deverão durar três semanas, marcando a fase final da missão do I-5 F2.

“Estas foram as ações finais a serem realizadas, marcando o início da última etapa crítica para a nave espacial I-5 F2”, afirma Michele Franci, CTO da Inmarsat. “Uma vez encerrados os testes, o satélite será deslocado para o seu posicionamento orbital final, onde estará pronto para a utilização comercial. Estamos muito felizes com o progresso da missão e também com a preparação já em curso do lançamento e missão do Inmarsat-5 F3 (I-5 F3). Estamos muito próximos de tornar o GX um serviço verdadeiramente global”.

Juntamente com os Inmarsat-5 F1 e F2, o terceiro satélite GX (I-5 F3) está programado para ser lançado antes do final do segundo trimestre e completará a primeira rede de satélite em banda larga móvel Ka totalmente disponível globalmente por meio de um único provedor, proporcionando serviços de alto performance em terra, no mar e no ar. (Com assessoria de imprensa)

PUBLICIDADE
Anterior Indicação de Bittar para a Telebras não está confirmada
Próximos Netflix supera projeção e registra 4,9 milhões de novos usuários no primeiro trimestre