Satélite da Telebras será lançado dia 21 de março


Segundo o presidente Antonio Loss, haverá cinco centros de controle do satélite. Ele negou que a EMC tenha ganhado de novo a licitação das estações terrenas e disse que o vencedor será conhecido “em breve”

foto-kassa-estacao-terrestre-telebras-foto-de-Bruno_Batista-divulgacao

O lançamento do satélite da Telebras está programado para o dia 21 de março, na base de Kourou, na Guiana Francesa, informou hoje, o ministro da Ciência, Tecnologia Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab, alertando que há sempre uma “janela” do tempo que poderá alterar a data.

O ministro disse ainda que o modelo de negócios do satélite estatal estará pronto até o dia 20 de março, e que terá “papel importante no contexto das políticas públicas”.  Hoje, os representantes do governo foram à antena terrestre do satélite em Brasília.

Cinco Centros de Controle

Conforme o presidente da Telebras, Antonio Loss, a empresa venderá capacidade de banda larga com o satélite. Ele disse que serão instalados cinco centros de controle – em Brasília (DF), Florianópolis (SC), Campo Grande (MS), Rio de Janeiro (RJ)  e Salvador (BA) – para que o satélite tenha o máximo de redundância possível.

O executivo ressaltou que 30% da capacidade do satélite já está contratada por Exército, Aeronáutica e Marinha,  que irão utilizar a banda X (exclusiva das Forças Armadas). Segundo o Tenente Willian, da Aeronáutica, o controle do satélite será feito pelos militares e pelos servidores da Telebras. Esses centros, disse ele, serão construídos em terrenos cedidos pelas três forças.

Conforme Loss, o satélite da Telebras irá oferecer a mesma capacidade para todo o território brasileiro, pois o objetivo é fomentar a internet. Ele disse que a venda de capacidade não será feita diretamente ao pequeno provedor, mas esses operadores terão acesso às ofertas de forma indireta.

Loss negou que a EMC tenha ganhado, pela segunda vez, a licitação das antenas, depois de anulação da primeira licitação pelo TCU, conforme rumores do mercado. Ele disse que a empresa vencedora será anunciada em breve. Mas que essa empresa não irá fornecer os gateways, que serão contratados em nova licitação.

 

Anterior Kassab diz que bem reversível valerá muito pouco ao final da concessão
Próximos Reino Unido garante mais espectro para a 5G