Sardenberg defende ajustes no modelo para assegurar investimentos


A convergência entre a telefonia fixa, móvel, internet e a distribuição de conteúdo é uma demanda do consumidor em busca de serviços mais completos e com custo mais baixo, afirmou o presidente da Anatel, Ronaldo Sardenberg, durante a cerimônia comemorativa do décimo aniversário de instalação da agência. Segundo Sardenberg, a convergência é uma realidade mundial e a …

A convergência entre a telefonia fixa, móvel, internet e a distribuição de conteúdo é uma demanda do consumidor em busca de serviços mais completos e com custo mais baixo, afirmou o presidente da Anatel, Ronaldo Sardenberg, durante a cerimônia comemorativa do décimo aniversário de instalação da agência.

Segundo Sardenberg, a convergência é uma realidade mundial e a Anatel está trabalhando para que o Brasil também siga essa tendência e permita às empresas brasileiras explorarem e desenvolverem seus modelos de negócios. Ele defendeu ajustes no modelo, que assegurem a sustentabilidade do setor e a atratividade para investimentos. 

Para o embaixador, é preciso adequar este modelo à nova realidade tecnológica e aos cenários econômico e social de cada país. Para que isso ocorra é necessário um ambiente regulatório bem definido, com normas claras e previsíveis. “A sociedade brasileira precisa estar preparada para aproveitar os avanços tecnológicos e isso se dá com investimentos pelo governo e pelo setor privado em infra-estrutura, em pesquisa e em programas de educação e inclusão digital”, destacou.

Na cerimônia, foi homenageado o conselheiro José Leite Pereira Filho, que dirigiu a Anatel desde o seu primeiro dia, e encerrou ontem o segundo mandato.

Anterior Anatel quer mudar canais de rádios comunitárias de 26 municípios
Próximos Vendas de celulares com vídeo somarão US$ 125 bilhões em 2010