São Paulo quer cobrir custos da nova rede WiFi com propaganda, diz secretário


O secretário de Inovação e Tecnologia da Prefeitura de São Paulo, Daniel Annenberg,quer que a ampliação da rede de WiFi na cidade seja feita sem custos aos cofres públicos.

O modelo de licitação imaginado pelo secretário de Inovação e Tecnologia da Prefeitura de São Paulo, Daniel Annenberg, para ampliar a rede de WiFi em pontos públicos como praças, parques e centros culturais, entre outros, é de que o investimento privado seja remunerado por meio de publicidade. Hoje, São Paulo conta com 120 pontos WiFi e o projeto é ampliar a rede para 500 pontos, de acordo com a minuta do modelo de edital colocado em consulta pública e termo de referência para o credenciamento de empresas e organizações interessadas em ofertar internet gratuita na Capital.

Segundo Annenberg, hoje a cidade tem custo com a manutenção dos 120 pontos. E o objetivo, diz o secretário, é o que novo modelo de ampliação da rede elimine esse tipo de custo para a prefeitura.

Anterior Trópico vai conectar o campo brasileiro com sua rede celular em 250 MHz
Próximos TJRJ firma parceria com a Vivo para ter acesso a banco de dados

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *