Samsung vai cortar preços para aumentar vendas


A Samsung divulgou hoje, 30, o resultado financeiro para o segundo trimestre do ano, confirmando o que hávia antecipado semanas atrás: as vendas do S6, seu modelo mais sofisticado de smartphone, ficaram aquém do esperado. Para tentar reverter o quadro de queda nas receitas com os dispositivos móveis, a gigante asiática vai cortar os preços dos smartphones e acelerar o lançamento de novos aparelhos.

“Enquanto a divisão de TI e comunicação móvel enfrenta um ambiente difícil, vamos manter o momentum para produtos high end ajustando os preços do Galaxy S6 e S6 Edge e introduzindo novos smartphones premium. Também vamos lançar modelos intermediários e de entrada. A divisão também continua a trabalhar para reduzir gastos e aumentar eficiência”, diz a empresa, em nota.

A expectativa é que a nova versão do Galaxy Note, smartphone mais potente do grupo, seja lançada em 13 de agosto. A empresa também cogita lançar um novo Galaxy S, com tela maior (o S6 tem tela de 5,1 polegadas). Diz, ainda, que resolveu os problemas de suprimento para o S6 Edge – especula-se que a procura pelo aparelho foi maior que as previsões inciais, o que impediu vendas mais altas.

A companhia obteve receita de US$ 41,3 bilhões no período, 7,2% mais baixa que um ano antes. O lucro caiu 8%, para US$ 5,3 bilhões. As vendas de celulares diminuíram 7,3%, representando US$ 21,73 bilhões. O lucro operacional da divisão de dispositivos móveis foi de US$ 2,35 bilhões, 37,6% menor que no mesmo trimestre de 2014. A margem também caiu, de 15,5% para 10,6%.

Anterior Vivendi liquida participação na Telefônica Brasil
Próximos Telecom Italia Media reverte prejuízo no semestre