Samsung projeta aumento de receita neste ano no país


Volume de aparelhos vendidos deve permanecer estável, mas lançamento de produtos mais caros elevam o faturamento local. Empresa lançou hoje o Galaxy Note 10+, cujos preços alcançam os R$ 6,8 mil.

A Samsung anunciou novos produtos para o mercado brasileiro nesta segunda-feira, 2. Com preços que variam entre R$ 5,3 mil e R$ 6,8 mil, a companhia vai fabricar aqui os Galaxy Note 10 e Note 10+, seu celular topo de linha. Também apresentou um tablet e a nova geração de relógios Active 2.

Com as novidades a companhia mantém a aposta em estabilidade no volume de produtos vendidos. A expectativa é que o crescimento no país se dê pelo aumento do tíquete médio pago pelos clientes. No primeiro trimestre houve retração no volume vendido em 6%, mas expansão de 8% nas receitas da fabricantes, conforme dados da consultoria IDC Brasil.

“O mercado está ficando estável em quantidade de produtos, mas a receita cresce em valor. Estamos com programas de trade in para incentivar o consumidor a trocar de aparelho e os anúncios de hoje tem o objetivo de fortalecer o ecossistema com novos produtos [de maior valor agregado]”, afirmou ao Tele.Síntese o vice-presidente da divisão de dispositivos móveis da empresa no Brasil, Antônio Quintas.

O executivo espera mais movimento no mercado nacional até o final do ano em função da chegada das promoções tradicionais, como Black Friday e ofertas natalinas, e descarta flutuações nos preços em função da oscilação do câmbio. “Nossos preços são definidos com base no valor intrínseco dos aparelhos”, garante.

Quintas disse ainda que a volta de competidores chineses ao país não abalou a confiança da Samsung. A sul-coreana é a maior vendedora de dispositivos móveis no Brasil, à frente de Motorola e LG. Huawei e Xiaomi retornaram ao país neste ano. Mas, para o executivo, não há abalo na confiança. “Estamos aqui há 32 anos, temos duas fábricas, 10 mil funcionários, três centro de desenvolvimento. Nosso compromisso vai além da onda de novos aparelhos”, afirma.

Galaxy Note 10 e Galaxy Note 10+

A companhia oficializou aqui o preço e o início das vendas de seu novo smartphone topo de linha. A pré-venda começa amanhã e irá até 19 de setembro. A partir de 20 de setembro, o produto chega às operadoras e ao varejo. Confira na tabela abaixo o preço conforme a versão:

Produto Cor Memória Preço sugerido
Note 10 Aura Glow, Preto 8GB + 256GB R$ 5.299
Note 10+ Aura Glow, Preto 12GB + 256GB R$ 5.999
Branco 12GB + 512GB R$ 6.799

O aparelho traz telas de 6,3 ou 6,8 polegadas, câmera traseira tripla com estabilização óptica, e baterias de 3,5 mAh ou 4,3 mil mAh (Note 10+). O processador é o mesmo para ambos: o chip Exynos 9825 fabricado pela própria Samsung.

Novo tablet

A Samsung também anunciou o tablet Galaxy Tab S6, que será vendido a partir de outubro. O dispositivo, assim como a linha de smartphones Note, vem com a caneta digitalizadora S-Pen. A tela mede 10,5 polegadas. A bateria é de 7 mil mAh. Tem ainda duas câmeras traseiras (13 + 5 MP) e uma frontal (8 MP), 6 GB de RAM, 128 GB de armazenamento. Custará R$ 4,3 mil.

Anterior Presidente da Anatel dispara: "interesses casuísticos não podem confinar a internet brasileira"
Próximos Novo relógio da Samsung tem LTE e funcionará nas redes de Claro, TIM e Vivo