Samsung prevê queda drástica em venda de smartphones e freio na 5G


A Samsung está alertando que os próximos meses serão dolorosos, pois a pandemia de coronavírus interrompeu as cadeias de suprimentos globais, prejudicou a demanda de smartphones e complicou a adoção da tecnologia 5G. Essas previsões foram feitas pelo conglomerado sul-coreano que divulgou hoje, 29, os resultados do primeiro trimestre do ano.

A empresa registrou lucro operacional de 6,45 trilhões de won (US $ 5,3 bilhões), aumento de 3,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. A receita aumentou 5,6%, para 55,3 trilhões de won (US $ 45,4 bilhões). O lucro líquido caiu 3,2%, para 4,88 trilhões de won (US $ 4 bilhões).

PUBLICIDADE

O aumento do último trimestre pode ter vida curta, e a empresa alertou que a pandemia já está causando incertezas em grande parte de seus negócios. Por causa da volatilidade, a Samsung não está dando uma previsão para o ano inteiro, mas disse que a demanda por smartphones “deverá cair drasticamente” por causa do Covid-19.

“Um mercado cada vez menor de smartphones e fechamento de lojas levará a uma queda “inevitável” nos lucros para o trimestre atual, disse Jongmin Lee, vice-presidente de telefonia móvel da Samsung”, em teleconferência.
O negócio de chips de memória, que há anos é fonte de lucros robustos para a Samsung, provavelmente sofrerá com a queda nos smartphones, informou a empresa. Mas será sustentado pela demanda por serviços em nuvem e PCs, à medida que as pessoas continuarem trabalhando remotamente.

Novas formas

A Samsung disse que o surto mudou a maneira como as pessoas vivem e trabalham. E, embora o interesse cada vez menor em produtos eletrônicos de consumo prejudique a demanda pelos chips de memória que alimentam esses produtos, a empresa disse que espera que a demanda por chips de memória de servidores e data centers dure muito depois que a pandemia terminar.

Anterior Fibra óptica já está presente em 72% dos municípios brasileiros
Próximos SKY inclui canal TV Educação em sua programação