Samsung perde mais mercado em tablets do que a Apple


tablet-active-samsungA venda mundial de tablets despencou mais uma vez no terceiro trimestre do ano, quando foram distribuídos ao varejo 43 milhões de unidades, segundo cálculos da consultoria IDC. O número é 14,7% menor que um ano atrás, que já registrava retração.

Neste mercado em redução, as duas principais competidoras lutam para ver quem perde menos consumidores. A Apple, primeira colocada em vendas, despachou 9,3 milhões de iPads entre julho e setembro, uma queda de 6,2%. Já a Samsung remeteu 6,5 milhões de unidades, após perder 19,3% do mercado.

Os números mostram que a grande vencedora do setor foi a Amazon, que um ano atrás sequer aparecia entre as principais vendedoras. Desta vez, conseguiu vender 3,1 milhões de seus Kindle Fire, tablet de baixíssimo custo (US$ 50) e que chegou a ser vendido em pacotes de seis unidades lá fora.

Lenovo e Huawei ficaram em quarto e quinto lugar do ranking, enquanto a Asus, presente em 2015, deixou a lista.

A consultoria observa que as empresas estão lentas em lançamentos e que muitos aparelhos lançados no segmento de baixo custo, mas de olho na competição com notebooks, não atraíram o consumidor por não entregar, de fato, experiência próxima à do computador. Menos no caso da Apple, que vende o tablet mais caro, iPad Air Pro, o consumidor mostrou pouco interesse. O produto do tipo mais vendido pela empresa continuam a ser o iPad Air e o iPad Mini.

Anterior Fusão de empresas do grupo Telefónica faz papeis da subsidiária brasileira trocarem de mãos
Próximos Level 3 multiplica o lucro, mesmo com queda na receita