Samsung e operadora da Coreia fazem teste bem sucedido com núcleo de rede 5G autônoma


A Samsung Electronics e a SK Telecom anunciaram a conclusão bem-sucedida da primeira avaliação de interoperabilidade na Coreia do Sul entre o Núcleo de 5G Autônomo (5G standalone, ou SA) e outros sistemas de redes comerciais em uma rede de 5G. Este resultado coloca a operadora mais perto de vender serviços 5G puros, ou seja, em que todas as funções de rede acontecem através de tecnologia de quinta geração.

O Núcleo 5G SA, desenvolvido em conjunto pela Samsung Electronics e pela SK Telecom, é compatível com tecnologias como fatiamento e modularização de função da rede com base nos padrões 3GPP. Também oferece funções adicionais que as operadoras vêm usando desde o LTE, incluindo faturamento, gerenciamento de assinantes e um sistema de operações. A avaliação da interoperabilidade é o estágio final para verificar a validade da transmissão de dados do 5G SA, o que significa que o sistema autônomo está pronto para ser lançado comercialmente.

As duas empresas implementaram várias tecnologias de ponta no núcleo 5G SA usado para a interoperabilidade. São elas: a tecnologia de Processamento Paralelo de Dados, que realiza QoS (garantia da qualidade do serviço) e controle de transmissão simultânea; a Tecnologia de Aceleração de Dados, que classifica e distribui tipos de tráfego semelhantes; e a tecnologia de Otimização de Caminho (Path Optimization), que entrega automaticamente o tráfego de dados para a plataforma Mobile Edge Computing (MEC).

A previsão da SK Telecom é começar a vender serviços 5G SA em 2020. A empresa diz que isso vai triplicar a eficiência no processamento de dados, facilitando o controle do tráfego massivo de dados. O sistema 5G SA também é necessário para os serviços de direção autônoma, fábrica inteligente, agricultura inteligente e realidade aumentada ou virtual. (Com assessoria de imprensa)

Anterior 5G deve acabar com gargalos da banda larga móvel, prevê analista da OpenSignal
Próximos MCTIC abre consulta sobre estratégias para redes 5G

Sem comentários

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *