RIM aposta no crescimento de smatphones na AL e nas redes sociais


A canadense Research In Motion (RIM), fabricante do Blackberry, aposta no crescimento dos smatphones na América Latina e na tendência de que esses celulares inteligentes representem 30% da venda de aparelhos na região em 2014. Hoje, as empresas de análises de mercado estimam que apenas 4% a 5% dos terminais vendidos nos países da região …

A canadense Research In Motion (RIM), fabricante do Blackberry, aposta no crescimento dos smatphones na América Latina e na tendência de que esses celulares inteligentes representem 30% da venda de aparelhos na região em 2014. Hoje, as empresas de análises de mercado estimam que apenas 4% a 5% dos terminais vendidos nos países da região são smartphones, contra 25% na América do Norte, onde está a maior base de usuários de celulares inteligentes. "Nos países da América Latina, de um modo geral, o uso de smartphones ainda é restrito ao mercado corporativo. No caso da Venezuela e México os usuários físicos já começam a aderir a esses aparelhos", informou Alex Zago, analista da RIM para a América Latina. No caso do Brasil, a empresa foca sua atuação mais no mercado corporativo, mas Zago acredita que há uma forte tendência de os usuários acessarem as redes sociais a partir de um terminal móvel, o que impulsionará a venda desses celulares no mercado brasileiro.

A fabricante está realizando hoje em São Paulo o BlackBerry Connect With The Experts, evento dirigido ao mercado corporativo para promover a versão 5.0 do servidor BlackBerry Enterprise. "O BES (BlackBerry Enterprise Server) 5.0 é o “cérebro” por trás da solução BlackBerry, que permite aos administradores de TI ter total controle sobre o seu parque de aparelhos instalados, independente da operadora utilizada", explica Zago. O analista não tem números das vendas da RIM na América Latina, mas dá como exemplo do crescimento o número de funcionários na região, que passou de 30 no começo de 2008 para mais de 100 atualmente. Segundo ele, a empresa continua contratando profissionais no México (onde está instalada uma de suas três fábricas – as outras duas são no Canadá e na Hungria), Brasil, Argentina, Colômbia e Chile.

Com faturamento de US$ 11,07 bilhões em seu ano fiscal de 2008, encerrado em fevereiro de 2009, a RIM vendeu 25 milhões de aparelhos no ano passado e, apesar da crise econômica mundial, teve recorde de adição em sua base no último trimestre, 3,5 milhões de terminais.

Anterior TIM capta mais R$ 400 milhões no BNDES
Próximos EMC Corporation promove Marcelo Cardoso