Rezende responde à Oi: oferta comercial precisa estar disponível a partir de hoje.


 

A Anatel não tem a menor dúvida de que as operadoras têm obrigação de entregar oferta comercial de 4G nas seis cidades-sede da Copa das Confederações até dia 30. Com a frase, o presidente da Anatel João Rezende deixou claro que a Oi poderá sofrer sanções se não lançar comercialmente os serviços hoje. A Oi, por sua vez, alega que foi mal interpretada em sua coletiva de imprensa. “O serviço está disponível em todas as cidades, a rede está pronta e os planos 4G já foram ofertados na mídia local. Só por uma estratégia de negócios, vamos anunciar cada promoção com formatos próprios”, afirmou assessoria da Oi. 

 

No lançamento da rede 4G da Oi, na semana passada, James Meaney, diretor-executivo da operadora, evitou maiores questionamentos sobre o atraso na entrega da rede da 4G em todas as cidades-sede afirmando que, para ele, a obrigação das operadoras era entregar oferta comercial até o dia das mães. 

Rezende afirmou, em encontro com a imprensa durante o lançamento da rede 4G da Vivo, que a agência reguladora começará a fiscalização a partir de hoje (30). “Vamos acompanhar todas as obrigações do edital e tomar as medidas cabíveis caso nao exista oferta comercial”, declarou.

 

Anterior Valor das multas arrecadadas pela Anatel não chega a 20% do total
Próximos Assinatura básica de São Paulo pode cair até 20% com a fusão entre Telefônica e Vivo