Resultado da Vivendi é bem recebido pelo mercado


A Vivendi, maior grupo de entretenimento da Europa e que, no Brasil, controla a GVT, encerrou 2009 com lucro líquido de € 830 milhões, uma queda de 68% contra os € 2,6 bilhões obtidos em 2008. A redução do lucro está diretamente relacionada com o desempenho no quatro trimestre de 2009, quando a empresa teve …

A Vivendi, maior grupo de entretenimento da Europa e que, no Brasil, controla a GVT, encerrou 2009 com lucro líquido de € 830 milhões, uma queda de 68% contra os € 2,6 bilhões obtidos em 2008. A redução do lucro está diretamente relacionada com o desempenho no quatro trimestre de 2009, quando a empresa teve prejuízo de € 958 milhões (US$ 1,3 bilhão). Embora a companhia tenha reduzido os encargos financeiros no 4T09, fez uma provisão de € 550 milhões (US$ 746 milhões) para cobrir possíveis multas de um processo judicial nos Estados Unidos — ela foi declarada responsável por mentir sobre suas finanças em um veredicto em janeiro, em uma corte do Distrito dos EUA em Manhattan. A empresa disse que irá apelar.

A receita no quarto trimestre do ano passado somou € 7,61 bilhões; e no ano cresceu 6,9%, para € 27,13 bilhões. Os resultados foram bem recebidos pelo mercado e as ações da companhia estavam em alta na Bolsa de Paris.

O presidente da Vivendi, Jean-Bernard Levy, destacou duas decisões estratégicas tomadas pela empresa no final do ano passado, a venda da fatia na NBC Universal e a compra da GVT, "a operadora de telecomunicações que cresce mais rápido no Brasil", conforme enfatizou em comunicado. "Essas decisões vão dar ainda mais impulso à Vivendi. Nós prevemos um crescimento do Ebit em 2010", afirmou o executivo. (Da redação, com agências internacionais)

PUBLICIDADE
Anterior Pro Teste pede que justiça faça perícia no backhaul das concessionárias
Próximos Serviços de telecom têm 2º maior volume de queixas no Idec