Relatório da reforma política libera publicidade paga na internet


voto-urna

O relatório parcial 3/17 da reforma política autoriza a propaganda eleitoral paga na internet, a partir do dia 1º de agosto do ano da eleição. Hoje a legislação permite a propaganda na rede a partir de 16 de agosto, mas veda a publicidade paga por esse meio.

Pelo texto, que deve ser examinado nesta terça-feira (16) pela Comissão Especial da Reforma Política, a propaganda paga na internet deverá obedecer ao limite de 5% do teto de gastos para o respectivo cargo e circunscrição eleitoral.

O texto também permite a propaganda eleitoral por telemarketing, com intervenção humana, desde que observado o intervalo das 9 horas às 20 horas, de segunda-feira a sábado, identificada a origem do contato e o motivo da ligação. Atualmente, a propaganda eleitoral via telemarketing é proibida em qualquer horário. ( agência Câmara)

Anterior Crescem as vendas de Dia das Mães no varejo eletrônico
Próximos A preços competitivos, start up comercializa o 156 Digital para prefeituras