Relatório da Opensignal aponta a TIM como operadora com maior cobertura 4G


torres-espectro-celular-infraestrutura-antena

A consultoria Opensignal lançou hoje (24) um novo relatório no qual avalia a extensão da cobertura 4G das operadoras móveis no Brasil. Segundo os dados coletados, a TIM aparece como líder, seguida de Vivo, Claro e Oi, nesta ordem.

Para elaborar o estudo, a empresa criou um novo índice, que chamou de “Experiência de Cobertura”. A TIM obteve pontuação de 74,4% nesta métrica, enquanto a Vivo tirou 67,3%; a Claro, 61,7%; e a Oi, 54,7%.

O índice afere a porcentagem de lugares diferentes em que os usuários do aplicativo Opensignal estiveram nos quais conseguiram se conectar a uma rede LTE. Quanto maior o índice, mais lugares contam com cobertura. Não há medição, nesse caso, de velocidade ou estabilidade do acesso.

Na prática, significa que o cliente da TIM conseguiu se conectar a redes 4G da operadora em 74,4% dos lugares em que esteve no período analisado.

Os dados dessa primeira análise foram coletados entre setembro e novembro de 2017. A Opensignal ressalta, no entanto, que há correlação entre a cobertura e qualidade do acesso. “As operadoras com melhor colocação em cobertura também tiveram melhor nota em disponibilidade”, diz no material. O índice de disponibilidade é a outra métrica da empresa para detectar se os usuários conseguem acessar a internet pelo celular com frequência.

A Opensignal lembra que o alcance da cobertura 4G é fundamental para permitir que o usuários consiga realizar chamadas de voz sobre LTE. Com essa tecnologia ativada e massificada, as teles poderão reduzir a quantidade de recursos destinados ao funcionamento de redes 2G ou 3G, fazer refarming, e melhorar a capacidade da 4G.

A consultoria avalia que a Oi ficou em último na experiência de cobertura por não ter disponível o espectro de 700 MHz, que tem penetração mais ampla que outras faixas de frequência usadas na telefonia móvel. “A Oi tem construído redes LTE que usam bandas intermediárias ou de alta-frequência, o que a coloca em desvantagem quanto à cobertura”, diz o material, que pode ser lido na íntegra (em inglês) aqui.

Anterior Conselheiro da Anatel bate duro contra nova lei que define critérios para decisão do governo
Próximos Lucro da Algar sobe 68,5% no 1º trimestre

2 Comments

  1. 25 de Maio de 2018

    Moro na região metropolitana de Belo Horizonte, aqui a internet da TIM não funciona e o sinal do telemóvel na maioria das vezes fica fora do ar. Essa pesquisa foi feita só nas capitais?

  2. Rogério Pires
    25 de Maio de 2018

    Sou de Uberlândia – MG e aqui a cobertura 4G da TIM é excelente, apesar de não ser a mais veloz! Perde segundo a própria OpenSignal para a Claro e Vivo, respectivamente.