Reino Unido revisa regras para leilão 4G


A agência reguladora de telecomunicações do Reino Unido, Ofcom, revisou as regras para o leilão de espectro para as redes móveis 4G, aumentando a exigência de cobertura das operadoras e retirando da proposta anterior um dispositivo que reservava parte do espectro na frequência de 800 MHz para as operadoras Three and Everything Everywhere. No final do ano passado, a autarquia já havia anunciado que iria adiar o leilão, que inclui também a frequência de 2,6 GHz, do primeiro para o quarto trimestre de 2012.

 

As companhias, menor e maior operadoras móveis do país respectivamente (a Everything Everywhere é resultado da fusão da Orange com a T-Mobile), argumentavam que deveriam ter acesso garantido à banda de mais baixa frequência – que tem alcance maior – uma vez que nenhuma detém espectro abaixo de 1 GHz, diferentemente de suas concorrente, O2 e Vodafone. A frequência de 800MHz, conhecida como “dividendo digital”, é atualmente usada pela TV analógica no país, cuja transmissão será encerrada também no final deste ano.

 

A Ofcom decidiu ainda aumentar a exigência de cobertura da futura rede 4G britânica de 95% para 98% da população, devido ao plano do governo, anunciado em outubro, de investir £ 150 milhões na expansão da rede móvel em áreas rurais. (Da redação, com agências internacionais)

Anterior PPB para incluir o Ginga nos televisores continua em negociação
Próximos Oi quer medição de qualidade da banda larga por entidade independente