Regina deixa para Mario explicar ao TCU falta de uso do fundo do audiovisual


O sucessor da atriz Regina Duarte na Secretaria Especial da Cultura terá que enfrentar intimação e apurações em curso no Tribunal de Contas da União (TCU)  para prestar esclarecimentos sobre  “má gestão”  com a não liberação de recursos do Fundo Setorial do Audiovisual e do Fundo Nacional da Cultura em 2019 e 2020.  O novo ocupante do cargo é Mario Frias, que estava atualmente na Rede TV. Ele conversou ontem 19, com o presidente Jair Bolsonaro.

Em um dos procedimentos adotados em relação aos recursos do fundo, o TCU encaminhou no dia 8 de maio ofícios sobre “possíveis irregularidades” ocorridas na Secretaria e na Ancine (Agência Nacional do Cinema) que teriam provocado “a paralisação em 2019 e 2020, da política de fomento direto à cultura” por falta de liberação de recursos os dois fundos. As autoridades terão prazo de 15 dias para responder aos questionamentos.

Questões ideológicas e censura

Em outro procedimento sobre o mesmo tema, o Ministério Público junto ao TCU fez representação com o objetivo de que a Corte de Contas decida pela adoção das medidas de sua competência visando a apurar a má gestão da Secretaria de Cultura do Governo Federal, atualmente vinculada ao Ministério do Turismo.

PUBLICIDADE

Justifica o pedido “em vista diversas ocorrências envolvendo aquela pasta no exercício de 2019 e no início deste ano que tem gerado paralisação de projetos para as várias áreas da cultura, devido, inclusive, a questões ideológicas e de censura, acarretando impactos significativos na própria economia do setor e do pais, pela asfixia econômica e pela seletividade ideológica que, ofendendo o princípio da isonomia, segrega diversos aspectos da multifacetada riqueza cultural do Brasil”.

A Ancine informou conhecer do pedido de informações pelo Ministério da Cultura, mas ainda não recebeu a notificação e adiantou que irá dar as informações que o TCU julgar necessárias. A Secretaria de Cultura comunicou que já está tomando as providência para responder ao ofício.

Novo Secretário

Famoso como galã do seriado “Malhação” no final dos anos 1990, Frias atualmente apresenta o programa de turismo “A melhor viagem”, na Rede TV. É também uma das raras vozes na classe artística a demonstrar, com entusiasmo,  apoio ao governo Bolsonaro.

Os rumores em torno do nome de Frias ganharam força após uma  à “CNN Brasil”, na qual ele afirmou que aceitaria o cargo (“se for preciso”), elogiou Regina Duarte e se colocou à disposição de Jair Bolsonaro. (com agência Globo)

Anterior Claro reforça campanha para pequeno comércio
Próximos MCTIC prorroga prazos referentes à Lei do Bem