Redução dos preços estimula o uso da VoIP


{mosimage}Para Rodrigo Dienstmann, vice-presidente da GVT, a redução dos preços de serviços e equipamentos, o crescimento da base de clientes e dos prestadores alternativos provocará a substituição da telefonia convencional pela VoIP já este ano.

Rodrigo Dienstmann*

2006 será bastante movimentado no mercado VoIP, por dois motivos principais. A adoção do serviço pelos usuários de Internet banda larga acontecerá em grande escala e as concessionárias começarão a adotar movimentos de defesa.

A redução drástica dos preços dos serviços e equipamentos VoIP, conjugada ao imenso crescimento da base de clientes e provedores alternativos de banda larga, dará início a um fenômeno de substituição da telefonia convencional pela telefonia VoIP já em 2006.

Já estamos observando diversos casos de clientes que cancelam suas linhas telefônicas fixas e adotam o VoIP como a linha primária em suas residências ou pequenos negócios. Esta situação é especialmente atrativa para usuários de banda larga via TV a cabo, condominial ou provedores via-rádio. Isso porque as companhias telefônicas ainda não comercializam acessos ADSL sem uma linha telefônica acoplada. Mas mesmo nestes casos, existem vantagens claras ao substituir a segunda ou terceira linha de uma residência ou negócio por linhas VoIP. Além da redução drástica na assinatura básica, a telefonia VoIP traz vantagens adicionais como a eliminação da cobrança do DDD para grande parte das chamadas e a mobilidade do usuário.

As concessionárias certamente deverão reagir, seja pelo lançamento de suas próprias soluções VoIP ou por tentativas de inviabilizar os provedores de menor porte ou poder.

O número crescente de empresas e provedores que disputam o mercado VoIP é a prova que 2006 será decisivo.  No entanto, poucos sobreviverão. A agilidade e o nível de serviço prestado dirá quem são os verdadeiramente capacitados a se consolidar. A GVT, com a criação da Vono como braço para comercializar serviços VoIP, aliada à vasta experiência da operadora como prestadora de STFC (Serviço Telefônico Fixo Comutado), está na frente e pretende manter a dianteira neste mercado.

Vono comercializa comunicação via Internet para o mercado residencial, profissionais liberais e pequenos empreendedores no Brasil e no exterior exclusivamente pela Internet: www.vono.net.br


* Vice-presidente da Unidade de Negócios VoIP da GVT,  executivo responsável por Vono. Engenheiro Eletrônico com MBA em Administração de Negócios

Anterior Dança das cadeiras na Sony
Próximos Apenas 16% dos latino-americanos usam a internet