Rede WiMAX causa interferência na banda C, constata Minicom.


A instalação dos equipamentos para transformar os municípios pernambucanos de Garanhuns e Caetés em cidades digitais apresentou interferência nos receptores de TVs na banda C na região. A constatação é do Ministério das Comunicações, que está enviando alerta à Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). A tecnologia destinada para as duas cidades é WiMAX, da Motorola, …

A instalação dos equipamentos para transformar os municípios pernambucanos de Garanhuns e Caetés em cidades digitais apresentou interferência nos receptores de TVs na banda C na região. A constatação é do Ministério das Comunicações, que está enviando alerta à Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). A tecnologia destinada para as duas cidades é WiMAX, da Motorola, e a frequência prevista é a 3,5 Ghz, cuja destinação está em estudo pela agência.

 O uso da tecnologia WiMAX na faixa de 3,5 GHz vem sendo defendido pelo ministério e pela Anate. Os projetos das cidades digitais em Garanhuns e Caetés foram aprovados em 2007, após assinatura de acordo de cooperação entre o governo, instituições de pesquisa, prefeituras e empresas de tecnologia. A conexão caberá ao Ministério das Comunicações, por meio do Gesac.

Os investimentos previstos nas duas cidades digitais são de cerca de R$ 1,5 milhão. Participam do projeto a Motorola, com a doação de equipamento e instalação de rede sem fio (WiMAX); a Dell Computadores, com a doação de 10 laboratórios de informática; a Chesf, com canal de comunicação, via linha de transmissão de energia, entre a cidade de Angelim e Recife; a Embratel, que cederá uso de freqüência para transmissão de dados. A Universidade Federal de Pernambuco é responsável pelo apoio pedagógico, o treinamento e o suporte técnico. E a TIM também participa do projeto.

A Anatel não certifica os receptores de TV (antenas parabólicas), mas pode adotar providências antecipadamente para evitar interferências, caso a frequência de 3,5 GHz seja utilizada pela tecnologia WiMAX, informam os técnicos do Minicom.

Anterior TV digital chega ao Pará
Próximos IBM Brasil tem novo executivo para Regional Sul