Designed by Bedneyimages / FreepikLevantamento realizado pela Organização de Telecomunicações da Iberoamérica junto a 21 países da região, que inclui também Estados Unidos e Espanha, indica que a receita com serviços de telecomunicações alcançou US$ 159 bilhões no 2T16, um incremento de apenas 0,9% em relação ao ano anterior. O mercado norte-americano manteve-se praticamente estável e a América Latina mais Esapanha apresentou expansão de receita de 3,7%.

O crescimento da receita dos serviços de telefonia fixa, banda larga, telecomunicações móveis e TV paga foram garantidos por 15 dos 20 países analisados da região que apresentaram receitas superiores às obtidas em igual período de 2015. Os três países que mais contribuíram foram Argentina (+32,1%), Espanha (+4,1%) e México (+3,5%). Entre os que puxaram o crescimento para baixo estiveram Brasil (-1,8%), Equador (-5,5%) e El Salvador (-6%).

O faturamento total do 20 países da Iberoamérica foi de US$ 36,175 bilhões. Segundo o relatório, a queda no mercado brasileiro, especialmente no segmento de telefonia móvel, foi compensada pelo desempenho de Argentina, México e Espanha. No México e Espanha o crescimento foi impulsionado pelo crescimento da TV paga, decorrendo do desenvolvimento das redes convergentes. Já na Argentina, da banda larga fixa. (Com Assessoria de Imprensa)