TeleSintese-Grafico-negativo-seta-descendo-caindo-baixa-Fotolia_113746058Os serviços de informações e comunicação recuaram em março 0,9% em relação ao mesmo mês do ano anterior em função, principalmente, da queda na receita das telecomunicações, que despencaram 4,3% na comparação anual. Os serviços de TICs como um todo ficaram positivos no período em 0,3%, sustentado pelo resultado de TI, que avançou 11,5%, conforme mostra a pesquisa mensal do IBGE, divulgada nesta terça-feira (15).

Frente a fevereiro deste ano, os serviços de informações e comunicação avançaram 2,3%: os serviços de TICs subiram 3,8%; de telecomunicações +0,9% e de TI tiveram alta de 8,6%. Os serviços de audiovisuais entretanto caíram 8,4% na comparação anual e -4,5% em relação ao mês anterior.

De acordo com a pesquisa, no acumulado do ano os serviços de informações e comunicações tiveram baixa de 3,7%, puxada novamente pela receita menor das telecomunicações (-5,9%). Nos últimos 12 meses, esses serviços caíram 2,8%, contaminado pelas telecomunicações, que despencaram 4,1%.

O setor de serviços como um todo variou -0,2% em relação a fevereiro, após permanecer estável em fevereiro (0%) e cair em janeiro (-1,9%). Em relação a março de 2017, o volume de serviços variou -0,8%, contra -2,3% em fevereiro e -1,5% em janeiro. O acumulado no ano ficou em -1,5% e o dos 12 meses, em -2%.