Receita de software como serviço crescerá 23,5% na AL


O faturamento com software como serviço (SaaS) na América Latina deverá chegar a US$ 328,4 milhões em 2011, um aumento de 23,5% comparado aos US$ 266 milhões em 2010.  De acordo com estudo divulgado nesta sexta-feira (7), o Gartner acredita que, embora este mercado seja considerado embrionário, muitos CIOs da região vêem a importância estratégica de SaaS. Para o Gartner, o faturamento geral com software SaaS na região deverá aumentar para US$ 694,2 milhões em 2015.

O faturamento mundial de SaaS, segundo o estudo, deverá atingir uma receita de US$ 12,1 bilhões em 2011, o que representa um aumento de 20,7% em relação aos US$ 10 bilhões registrados em 2010. A América do Norte deverá ser responsável por 63,6% do faturamento mundial ainda este ano e até o final de 2015 sua participação representará 60,8% da receita total.

Na Europa Ocidental, o faturamento previsto pelo Gartner é de US$ 2,7 bilhões, 23,3% acima dos US$ 2,2 bilhões em 2010. Já em 2015, deverá atingir US$ 4,8 bilhões. Na Europa Oriental, a receita com SaaS poderá chegar a US$ 131,4 milhões ainda este ano, um aumento de 29,8% comparado aos US$ 101,2 milhões em 2010. Para 2015 a previsão é de US$ 270,1 milhões.

A receita de SaaS na região Ásia/Pacífico deverá atingir US$ 768,3 milhões em 2011, um aumento de 27,7% em relação aos US$ 601,8 milhões em 2010. Até o final de 2015, o faturamento de SaaS deverá chegar a US$ 1,7 bilhões. No Japão, o faturamento com SaaS deverá atingir US$ 379 milhões em 2011, 20,2% acima dos US$ 315,3 milhões de 2010. Até o final de 2015, estes números deverão chegar a US$ 629,1 milhões.(Da redação)

Anterior Reino Unido adia leilão 4G mais uma vez por disputa entre operadoras
Próximos Telefônica lança serviço fixo em Porto Alegre através da Vivo