Receita de serviços de informação e comunicação tem alta de 5,7% em junho


A receita de serviços de informação e comunicação registrou crescimento de 5,7% no mês de junho, superior às taxas de maio (4,4%) e abril (3,7%), de acordo com levantamento divulgado nesta terça-feira (19) pelo IBGE. No ano, a alta ficou em 5,6% e, em doze meses, a varação alcançou 6,2%.

Os serviços de tecnologia da informação e comunicação (TIC), que abrangem os serviços de telecomunicações e de tecnologia da informação, registraram variação de 3% igual a do mês anterior. Já os serviços audiovisuais, de edição e agências de notícias registraram crescimento de 22,8% ante os 13,1% do mês anterior. Os serviços audiovisuais abrangem as atividades de rádio e televisão, que contribuíram para esse crescimento, em função do evento da Copa do Mundo. O segmento de serviços de informação e comunicação representou 35,1% em termos de contribuição relativa no mês e 2 pontos percentuais (p.p.) em termos de composição absoluta do índice geral.

No geral, o setor de serviços registrou no Brasil um crescimento nominal de 5,7% em junho, na comparação com igual mês do ano anterior. Segundo o IBGE, esta é a menor variação da série histórica iniciada em janeiro de 2012, inferior às taxas registradas em maio (6,6%) e abril (6,2%). A segunda menor taxa foi em março de 2013 (6,1%). Os crescimentos nominais acumulado no ano (7,4%) e acumulado em 12 meses (8,0%) foram os menores da série histórica. Os menores acumulados anteriores foram, respectivamente, em março de 2013 (7,6% no ano) e maio de 2014 (8,2% em 12 meses).

Anterior Faixa de 700 MHz: Anatel condiciona a publicação do edital à conclusão do julgamento do processo pelo TCU.
Próximos Em homenagem, política de transparência da Anatel ganha elogios