Receita da Huawei cresce 32% e lucro chega a US$ 5,3 bilhões


 

shutterstock_ Digital Genetics_economia_grafico

A Huawei divulgou seus resultados financeiros de 2016.  Suas áreas de negócios (Carrier, Enterprise e Consumer) alcançaram US$75.1 bilhões em receita anual global, um aumento de 32% em relação a 2015. O lucro líquido foi de US$5.3 bilhões, um aumento de 0,4%. Para mais, em 2016, a Huawei investiu no futuro, com gastos anuais da empresa em pesquisa e desenvolvimento atingindo US $ 11 bilhões.

“Em 2016, a Huawei manteve seu foco estratégico e obteve um sólido crescimento. À medida que a humanidade continua a explorar e fazer descobertas no mundo digital, a digitalização apresenta oportunidades de negócio para todas as indústrias, além de estarem pavimentando o caminho para o novo crescimento da indústria de TIC. Continuaremos centrados no cliente e suportaremos a transformação digital das indústrias a fim de garantir o desenvolvimento tecnológico e o crescimento do grupo”, Eric Xu, CEO rotativo da Huawei.

Em 2016, os três segmentos de negócios da Huawei experimentaram um crescimento significativo:

  • O Carrier BG gerou US$41.8 bilhões em receita, uma alta de 24%. O foco em transformação digital e novas oportunidades em nuvem, vídeo e Internet das Coisas foi responsável por uma grande porção deste crescimento.
  • O Enterprise BG gerou US$5.9 bilhões em receita, um aumento de 47%. Em particular, esta área forneceu infraestrutura de TIC para apoiar a transformação digital das principais indústrias verticais, incluindo finanças, energia, órgãos governamentais e segurança pública.
  •  o Consumer BG da Huawei fabricou 139 milhões de smartphones em 2016 e divulgou uma receita anual de US$25.9 bilhões, uma alta de 44%.

“Encerramos 2016 com um resultado financeiro saudável, incluindo um fluxo de caixa estável das atividades operacionais e um eficiente controle de riscos. Em 2017, continuaremos a priorizar esta estratégia, permanecendo centrado no cliente em tudo o que fazemos. Avançaremos com os projetos de transformação da gestão para nos prepararmos melhor para o futuro e continuarmos a melhorar a eficiência de nossas operações para garantir o crescimento sustentável”, comentou Sabrina Meng, CFO da Huawei. ( assessoria de imprensa).

Anterior Governo eleva o tom contra a Oi porque vê pouco progresso nas negociações com credores
Próximos Oi muda auditor externo no Brasil

1 Comment

  1. 31 de Março de 2017

    Huawei, mais uma potencia da China.