Receita da GVT cresce 12,8% no semestre sobre 2013


A Vivendi, controladora da GVT, divulgou hoje (28) os resultados para o trimestre e semestre. Com eles, o balanço da GVT, operação brasileira de provimento de internet banda larga, telefonia e TV paga. As receitas da GVT aumentaram 12,8% nos seis primeiros meses do ano, comparados ao mesmo período de 2013.

A desvalorização do real, porém, afeta o resultado para ao controladora. Em euros, a GVT faturou 5,1% a menos que em 2013. O crescimento no mercado nacional foi impulsionado pelos segmentos de varejo e pequenas e médias empresas. Ambas aumentaram 14,2%. O departamento com maior crescimento foi o de TV por assinatura (61,2%).

A TV paga representou 13,2% do faturamento total da GVT e terminou junho com 772.438 assinantes (52% mais que em junho de 2013). O EBITDA ficou em R$ 1 bilhão, 10,5% maior que no ano passado, ou 7% menor feita a conversão para euros. A margem alcançou 39,2%, segundo a empresa, a maior do mercado brasileiro.

Vivendi
O grupo francês fechou o semestre com receita de 5,5 bilhões de euros, menor 3,5% que no mesmo período de 2013. O lucro também caiu, ficando em 355 milhões de euros, 1,1% abaixo do obtido ano passado. Levando-se em conta o capital obtido com a venda de participações na Maroc Telecom, SFR e Activision Blizzard, a empresa registra um lucro atribuível aos acionistas de 1,91 bilhão de euros, quase 85% maior na comparação anualizada. A companhia divulgou no balanço que passou a negociar apenas com a Telefónica a venda da GVT, tirando a TIM do páreo.

Anterior Procon-SP multa a Vivo em R$ 7,5 mi por cobrança indevida
Próximos Governo destina mais recursos para o MiniCom em 2015